~*~ São Frei Galvão escravo de Maria~*~

FREI GALVÃO ESCRAVO DE MARIA IMACULADA


No Mosteiro da Luz, entre as mais preciosas relíquias de Frei Galvão, conserva-se o original de seu ato de consagração como escravo a Nossa Senhora, escrito com sua própria letra em 1766, quando tinha 27 anos de idade:

"Saibam todos quantos esta carta e cédula virem, como eu, Fr. Antônio de Sant'Anna, me entrego por filho e perpétuo escravo da Virgem Santíssima Minha Senhora, com a doação livre, pura e perfeita de minha pessoa, para que de mim disponha conforme sua vontade, gosto e beneplácito, como verdadeira Mãe e Senhora minha.

E Vós, Soberana Princesa, dignai-vos de aceitar esta minha pessoa, venda, e filial entrega, não duvideis em me admitirdes ao vosso serviço, a este vil servo ....

Nas vossas piedosíssimas mãos entrego meu corpo, alma, coração, entendimento, vontade e todos os mais sentidos, porque de hoje em diante corro por vossa conta e todo sou vosso ....

Para o que vos ofereço desde agora todos os meus pensamentos, palavras e obras, e tudo o mais meritório que fizer e indulgências que ganhar, para que apresenteis junto com os vossos merecimentos a vosso Filho Santíssimo, dispondo vós de todos eles conforme for vossa vontade ....

Sejam também meus intercessores o Arcanjo São Gabriel, e o Anjo da minha guarda, e todos os mais Anjos, de todos os coros Angélicos, e todos os Santos e Bem-aventurados, principalmente meu pai São Francisco, digo, primeiramente os gloriosos Santos vossos pais e esposo, meu pai São Francisco, Santa Águeda, o Santo do meu nome, São Pedro de Alcântara, Santa Gertrudes, meu pai São Domingos, São Tiago Apóstolo, São Benedito, os Reis Magos, São Jerônimo, Santa Teresa, São Francisco de Borja, a minha Mãe Isabel, e Irmãos, e parentes e amigos, se é que todos gozam da vossa vista, como o espero e piamente suponho, e a todos os mais que é vossa vontade que eu peça em particular.

E rogo a todos estes referidos Santos que orem a vós por mim, e me sirvam de testemunhas irrefragáveis desta minha filial entrega e escravidão.

E para que conste que esta minha determinação foi feita em meu perfeito juízo faço esta Cédula de minha própria letra, e assinada com o sangue de meu peito.

Hoje, dia do patrocínio de minha Senhora e Mãe de Deus, 9 de novembro de 1766.

De minha Senhora Maria Santíssima indigno servo.

(assinatura) Frei Antônio de Sant'Anna".


Pesquisas originadas dos sites:
São Frei Galvão - Mosteiro da Luz - São Paulo - SP
São Frei Galvão - Guaratinguetá - SP
Imagens selecionadas na internet em sites de busca

Os Dons de São Frei Galvão Escravo de Maria
As Pílulas de São Frei Galvão
Beatificação
Orações e Novenas
Novena à Santíssima Trindade
Faça a sua doação ao Mosteiro da Luz
Horários das Missas
Voltar Introdução
Voltar Reflexos da Alma


São Frei Galvão © 2009| Rio de Janeiro|RJ